Tuesday, September 23, 2014

Seja livre como um pássaro. Olha lá um pôr-do-sol a sua espera. Lave sua alma no rio, busque emoção nas nuvens. Não dê asas para a solidão. Abrace uma árvore, sorria ao encanto do beija-flor. Invente histórias que nunca existiu, tire o peso que carrega no seu corpo. Procure olhares que te confortam, anjos ao seu redor, sonhe alto, procure transbordar paixões. Abra a porta do seu coração, não se deixe levar pela venda. Arranca o túmulo que sufoque o seu peito. Aprenda a amar com a alma limpa. Voe. Sinta amor, procure amor. Viva o amor.

Monday, September 15, 2014
nvmbr10th:

Mittwoch

nvmbr10th:

Mittwoch

Saturday, September 13, 2014

(Source: jazzbruce)

(Source: mina17ish)

Thursday, September 11, 2014

(Source: )

Thursday, August 14, 2014

Ela tem ciúmes até de foto. Chora ouvindo sua música preferida e grita quando se assusta. É escandalosa, porém tímida, isso depende se está ou não perto dos seus amigos. Aliás, quando ela está com os amigos, perde a vergonha na cara e só faz “merda”. Sim, ela é “estranha”, mas pelo menos procura ser feliz. Ela tem uma risada alta e ao mesmo tempo uma voz suave. Faz careta do nada. Come pipoca, brigadeiro e sorvete sem culpa. Conversa sozinha, canta errado, dança como uma louca em casa, dá risada dos tombos, faz palhaçadas, conta piada velha e acha maior graça, conversa com os animais, briga com objetos quando esbarra neles. Sim, ela é louquinha, mas quem não é? E sabe uma coisa? Dane-se. Pessoas “perfeitas” são um saco.

(Source: osadico)

A gente se afasta porque precisa e só volta porque ama. Gael Oliveira.  (via auroriar)

(Source: autoria)

Eu sou como um pássaro, meu amor. Não gosto de sentir-me presa as pessoas, não gosto de ser trancada em uma gaiola, mesmo que seja uma feita de amor. Sinto-me sufocada diante de qualquer elemento que possa tirar-me a vontade de voar. Se me queres contigo, imploro, voe comigo. Não me deixe presa, não me coloque limites. Eu sempre vou querer ultrapassar-los. Não deixe-me trancafiada. Eu sempre irei fugir. Se me queres contigo, junte-se a mim, mas não me peça para permanecer no chão. Eu não nasci para ficar parada. Bernadete Guedes.  (via auroriar)